Cientistas da Universidade de Nagoya, no Japão, acreditam que células do tecido do dente possam ajudar pessoas com lesões na medula espinhal a se recuperarem. De acordo com o jornal inglês The Mirror, os médicos inseriram células-tronco retiradas do interior dos dentes em ratos que possuíam lesões na coluna. O resultado é que os animais conseguiram recuperar parte dos movimentos das patas.

Os estudiosos acreditam que a parte “viva” do tecido dental, localizada dentro do dente, impeçam que as células nervosas morram, regenerando os nervos e ainda aumentando a produção de outras células na coluna.

Embora esperançosos, os médicos acreditam que ainda é cedo para celebrar qualquer avanço, já que poucos estudos foram feitos a respeito desse tipo de células-tronco. Mas eles garantem que isso traz novas possibilidades para as vítimas de acidentes que resultaram em lesões graves na medula e perda de movimentos do corpo.

Fonte: Terra